BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

sábado, dezembro 03, 2016

Troféu Mr. TV - Edição 2016


Novela do ano: "Eta mundo bom!" veio despretensiosa. Com ares de filme de Mazzaroppi e O Cravo e a Rosa (2000), conquistou a todos. A trama leve, saudável, apresentou um enredo típico das novelas de Walcyr Carrasco dos anos 2000. Walcyr, aliás, é o autor que mais acumulou sucessos nas últimas duas décadas (desde Xica da Silva, na TV Manchete, 1996). A trupe da fazenda foi o ponto alto da trama. Impossível não se deliciar com a comédia pastelão capitaneada por Dona Boca de Fogo, ops!, D. Cu-negundes! Merece aplausos.


Atriz: a melhor interpretação feminina veio de uma minissérie. Fátima de Adriana Esteves (Justiça) levou às lágrimas todos os telespectadores de terça-feira (dia em que a minissérie apresentava a história da personagem). Adriana foi a heroína perfeita, como há tempos não se via na TV.

Ator: Sélton Mello faz pouco TV, normalmente, figura bastante nas telonas. Augusto, de Ligações Perigosas, foi herói, vilão, seduziu, fez rir, encantou e desencantou, e em todos os momentos, Sélton foi simplesmente incrível. O melhor ator também saiu de uma minissérie. Bravo!

Minissérie: sem sombras de dúvidas, as minisséries do ano foram assinadas pela autora Manuela Dias. Justiça e Ligações Perigosas deram audiência de novela das nove, o que foi merecido. Ligações Perigosas foi extraordinária, leva o prêmio.

Vilã ou vilão: Patrícia Pillar foi a adorável vilã Isabel, de Ligações Perigosas. Espetacular!

Ator coadjuvante: Marco Ricca (Mão de Luva).
Atriz coadjuvante: Selma Egrei (Encarnação).
Ator cômico: Anderson di Rizzi (Zé dos porcos).
Atriz cômica: Elizabeth Savala (Cunegundes).
Melhor coisa na TV em 2016: a família buscapé de Eta mundo bom!. Mafalda, Zé dos Porcos, Cunegundes, Quinzinho, Candinho, Quim, Eponina, Manoela e Dita. Saudades.
Humorístico: Tá no ar: a TV na TV.
Infantil: não há bons programas infantis na TV aberta. O melhor, aliás, é uma série dos anos 70, feita por uma emissora mexicana e que nem passa muito na TV, é o Chaves.
Auditório: Tamanho Família (Globo).
Apresentador: Márcio Garcia. Merecido! (Sempre gostei mais dele do que Rodrigo Faro).
Apresentadora: Fernanda Lima (por Amor & Sexo).
Programa feminino: Mais Você.
Programa de esportes: Jogo Aberto (Band). Com ênfase para Renata Fan, Chico Garcia e Heverton Guimarães. Imparciais em seus debates. O restante só cumpre tabela.
Telejornal: Jornal da Globo, o mais noticioso do ano, o que mais tocou no dedo da ferida, não poupando os políticos corruptos.
Âncora: William Waack, extremamente impossível (no bom sentido da palavra).
Reality: neste ano, o BBB (a jogadora Ana Paula trouxe de volta os bons anos do reality).
Melhor programa de entrevistas: Programa do Porchat.
Surpresa: Glória Pires no Oscar. A atriz não assistiu a praticamente nenhum filme, virou meme mundial, divertiu e foi o diferencial na premiação. Nunca foi tão bom assistir à Cobertura da Globo.

Considerações finais: o Palmeiras foi o grande campeão brasileiro de 2016, conquistou seu nono título na competição. No entanto, o acidente envolvendo os jogadores (dirigentes, jornalistas e convidados) da Chapecoense estragou qualquer festa (não há condições para isso). Família, amigos, brasileiros e o mundo todo. Todos estão sentidos. Chocou! A morte dos jogadores, principalmente, para quem acompanha o futebol, foi como se alguém da própria família estivesse entre as vítimas. Não tem como segurar as lágrimas num momento como esse. Lágrimas de tristeza. 2016 termina de luto. (Sobre os nossos políticos, foi nojento eles terem se aproveitado da comoção do país para agir na madrugada de terça para quarta, agiram contra o povo brasileiro, não respeitaram a dor, a angústia, foram diabólicos). Mesmo assim, continuo a acreditar no ser humano. Muito de muitão.

Meus sentimentos.





sábado, novembro 26, 2016

Globo anuncia a volta de Nazaré e toda a trupe de Senhora do Destino

Meme Nazaré Confusa ganhou o mundo
Como Mumm rá de Os Thundercats, antigos espíritos do mal, transformaram essa forma decadente (Nazaré Tedesco) numa das melhores vilãs de nossa telinha. A TV Globo anunciou nesta última semana o retorno de Senhora do Destino, e me perdoe D. Susana Vieira (ótima como a anta nordestina Maria do Carmo), mas essa novela é (foi) de Renata Sorráh, a loira gostosa pra caramba, narcisista e má, muito má, Nazaré.
Naza figura como uma das piores vilãs de todos os tempos, senão a melhor e a novela relembra uma ótima fase do autor Aguinaldo Silva, que foi muito mal nas novelas seguintes (Duas Caras, não gostei de nada, Fina Estampa, começou bem, terminou péssima e Império, um meio termo). Do Aguinaldo, como seria bom ver Tieta (e a Perpétua) ou Altiva (com a maravilhosa Eva Wilma). Tieta, A Indomada. Muitas saudades das novelas nordestinas do Aguinaldo (ótimo também com Pedra sobre Pedra e Porto dos Milagres).
Enfim! Mesmo sendo um re-repeteco, Senhora do Destino vale muito a pena ver de novo. Muito de muitão.

sábado, novembro 19, 2016

Os nudes famosos do Instagram (sem tarja)

Virou modinha entre os famosos. É cantor e não consegue emplacar um sucesso, sumiu das mídias, boom!, posta uma foto pelada (ou quase) no Insta ou no Snapchat, e num estalar de dedos, todo mundo vai se lembrar do Paulo Zulu, o namorado da Helena Ranaldi na novela da Camila (Dieckmann), do Rafa da Malhação (o último a aderir a moda), das músicas chatas do Bieber etc.
Muitos assumem mesmo! Outros posam nus pela arte, outros dizem que a rede social foi invadida, ou seja, todos eles voltam à mídia e causam. 
Por que fazem isso? Como vivem após as fotos expostas? Se arrependem? Isso só o Globo Repórter poderá explicar.
Segue algumas fotos (não continue caso não queira ver nudes):

Cléo Pires (gata!)


Rihanna (e seu boom boom)


Miley Cirus (maluquinha)


J. Bieber (esse já se acostumou)

O Rafa da Malhação (amigo do Cabeção)


Henri Castelli e a namorada (quem tirou a foto?)


Paulo Zulu (ele até chorou, mas não emplacou nenhuma novela (não agradou aos diretores))



Luciana Gimenez (by night)



Marcelo Mello Jr. (foi sem querer querendo, estava enviando um nude para um amigo)







Final de Haja, início de Rock

Rock Story é muito boa.
Haja Coração, remake de Sassaricando, 1987, terminou no último dia 8, uma terça-feira, e sim, vai deixar saudades. A audiência foi um pouco maior que a antecessora, Totalmente Demais, por três décimos, porém, prefiro Totalmente! No entanto, Haja foi bem divertida e romântica. 

  1. O casal Shirlipe foi a sensação da trama.
  2. Marcos Pitombo e Sabrina Petraglia não tiveram seus contratos estendidos pela Globo. Essa Globo!
  3. Karen Junqueira foi uma ótima vilã. Gostei mesmo.
  4. O trio Malu Mader, Carolina Ferraz e Ellen Rocche foi o ponto alto da trama.
  5. Renata Augusto idem.
  6. Mariana Ximenes segurou muito bem a Tancinha.
  7. Gostei do casal Betancinha.
  8. Mas o final foi Aponcinha.
  9. Que eu também gostava. :)
  10. Cristina Pereira e Grace Gianoukas espetaculares.
  11. Tatá Werneck como Tatá Werneck sempre é uma comédia. Não cansa, nunca!
Na quarta, dia 9, a Globo estreia Rock Story, e a trama já conquista de cara. Os primeiros capítulos são melhores que Haja e Totalmente juntas. Sim, senhor!

  1. Vladimir Brichta é o grande nome da novela. Até agora! Está ótimo.
  2. Natália Dill é uma atriz absurda. Esperando a entrada triunfal de Lorena.
  3. Será que Julia e Lorena serão Ruth e Raquel.
  4. Impossível? Quem sabe.
  5. Alinne Moraes tirou de letra a mimada Diana. Está incrível.
  6. Léo Régis é muito Luan Santana.
  7. Muito Lucas Lucco.
  8. Muito Gustavo Lima e você.
  9. Ponto para o Rafael Vitti.
  10. J. Vicente de Castro segurou bem o seu vilão. É a estreia dele em novelas. Está nojentinho, no bom sentido.
  11. A história me faz lembrar o enredo dos livros da série "Rosemery Beach", de Abbi Glines. São ótimos.
  12. Apenas lembra. Não tem nada de cópia.
As aberturas das novelas das sete são as mais contagiantes. Rock Story com Pitty supera qualquer uma no ar atualmente, até a das seis, que é linda. A das nove é chata.


terça-feira, novembro 15, 2016

Applause! Pica-Pau, o retorno

A história se repete. O atrevido Pica-Pau venceu a Globo de novo. Enquanto Xuxa não precisa mais se preocupar com o passarinho, Angélica, a outra loira está pagando o pato. No último sábado, Angélica perdeu de 8,7 a 7,5 no momento que disputava a audiência com o desenho.
BOOM! A casa caiu! Rá-rá. Não, a casa não caiu. Acontece, mas que a loira da Record soltou um rá-rá para a amiga da Globo, duvido-o-dó que não.
Há especulações, boatos, fofocas etc. que o Huck (marido da loira da pinta) fez o que pôde para juntar a mulher ao seu programa (Huck e Angélica são amigos de Boninho, enquanto Boninho e Xuxa se estranhavam. Boninho cuida das tardes de sábado da Globo). Claro, tudo especulações, fofocas, boatos e afins.
De quebra: o programa de Angélica é chato. Vê-la fingindo gostar dos pratos (receitas dos famosos) é outro ponto fraco.

Argh!

quarta-feira, novembro 02, 2016

Paola Bracho, a vilã mais famosa do México, vai voltar

Paola Bracho vai voltar (de novo). Paola é a nossa Raquel (Mulheres de Areia). Paulina, a irmã gêmea de Paola tem muito da Ruth (da mesma novela). A Usurpadora vai ser exibida pela sétima vez.
Vai ser sucesso?

E alguém duvida?

Silvio Santos lançou um  novo horário de novelas, com o propósito de alavancar o Fofocando (programa de fofocas do canal). Estreia dia 7, no comecinho da tarde, por volta das treze horas (1:00).