BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

terça-feira, agosto 31, 2010

William Waack virou celebridade com polêmica do "MANDA CALAR A BOCA"







Está no Globo.com: O Jornal da Globo vai ao ar, ao vivo, diretamente da redação em São Paulo, com seus jornalistas trabalhando normalmente durante a exibição. Ocasionalmente, as conversas na redação se avolumam e o som prejudica a concentração dos apresentadores. Não é frequente, mas não é raro. Nessas ocasiões, pede-se silêncio. Foi o que aconteceu na última quinta-feira, na exibição da cobertura do dia-a-dia dos candidatos, durante a reportagem sobre a candidata do PT, Dilma Roussef. Incomodado com o barulho, o apresentador William Waack, dirigindo-se ao assistente de estúdio e se referindo aos colegas de redação, localizados atrás da bancada, disse, rapidamente: "Manda calar a boca". Infelizmente, por falha técnica, o microfone de Waack estava aberto e a frase foi sobreposta à reportagem. Trecho desse incidente, sem essa explicação, foi postado na internet, razão pela qual essa nota está sendo divulgada. Aos telespectadores, a TV Globo pede desculpas pela falha.

Visto dessa forma, é tudo muito natural, erros acontecem e blá-blá-blá. Mas tento me colocar no lugar do senhor William Waack, um dos mais respeitados jornalistas da TV. (Na internet, vídeos insinuam que William tenha mandado a candidata Dilma calar a boca). Imaginem o tamanho da vergonha que ele deve ter sentido. Soou grosseiro da parte dele, mesmo ele assim não o sendo. Em contra-partida, esse incidente nos remete a pensar que não somente nós somos suscetíveis a erros, mas pessoas com garbo e elegância, estudados, engravatados, também podem, e DEVEM!. Incrível, mas minha admiração por esse jornalista aumentou. Sim, foi vergonhoso. Mandar alguém calar a boca, ao vivo, na TV, para todo o Brasil e, num dos principais jornais do país (seja para um colega de trabalho ou não), é de enfiar a cara no primeiro buraco que encontrar e sair de lá apenas quando a poeira baixar. Qualquer um faria isso. Não, William Waack não faria! Continuou seu jornal com a mesma elegância e seriedade que lhe é de praxe. Sentiu o golpe, sentiu! Mas soube virar o jogo. E para o jornal, isso foi um belo de um marketing, não se fala em outra coisa. Bravo William!!!

P.S.: Vendo o vídeo abaixo, continuo acreditando na explicação da rede Globo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário