BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

sábado, dezembro 18, 2010

RETROSPECTIVA DO ANO

"...vou honrar a mulher brasileira!"
Dilma vai receber 26,5 mil reais só de salário. Lula ganhava menos que a metade.
Começamos o ano com duas notícias tristes. A apresentadora Hebe e a atriz Drica Moraes anunciavam suas lutas contra o câncer. Terminamos 2010 muito bem. Ambas encontraram a cura. Lindas! Amamos as duas. E o ano teve muita coisa boa. Na tevê vimos grandes produções. Clandestinos, o sonho começou, As cariocas, A cura, SOS Emergência e A vida alheia. Descobrimos também o que querem as mulheres e que o Casseta & Planeta, apesar de saturado, vai fazer falta. Nos encantamos com Dalva & Herivelto em janeiro e fomos pegos de surpresa com a saída de Fábio Assunção da próxima novela das oito da Globo. Vimos uma Xuxa exuberante, outrora uma Eliana sem brilho. Muitos vão achar que é perseguição contra a apresentadora dos dedinhos (não é!), torço por ela, mas é sabido por todos que a loirinha do Sbt desceu a ladeira na tevê. Tudo por alguns pontinhos no ibope. Angélica esteve inabalável e Hebe fechou um ciclo. Augusto Liberato e seu assistencialismo barato não me convence, Fausto Silva é inovador, justiça seja feita, o cara pode ser um chato de galochas, mas está sempre antenado ao novo, não à toa, está sempre a frente de seus adversários. Celso Portiolli é o mesmo do mesmo e Rodrigo Faro, apesar de não ser o meu preferido como animador, é muito esforçado. Raul Gil e Silvio Santos são perfeitos. Ana Maria Braga é a representante da mulher brasileira. E Ana Hickmann, desculpem, mas ela é muito ruim como apresentadora. Marília Gabriela e Jô, lindos! Sergio Groisman é outro que se supera a cada ano. As novelas também tiveram destaque. Ti-ti-ti, Escrito nas Estrelas, Passione, Araguaia, Ribeirão do Tempo e Uma rosa com amor agradaram. Sete Pecados, Tempos Modernos, Malhação e Canavial de Paixões não empolgaram. Mas de todas nenhuma teve tanto êxito como Vale Tudo, trama de 1988 e reexibida pelo canal Viva. As verdades nua e crua de Odete Roitman e as maldades da filha mais ingrata da tevê Maria de Fátima ainda são atuais. E a expectativa para Insensato Coração é grande. Gilberto Braga e Gloria Pires vem aí. Ainda em 2010, Mariana Ximenes, Gabriela Duarte e Claudia Raia são as atrizes do ano, assim como Reynaldo Gianecchini, Tony Ramos e Murilo Benício os atores. No mundo infantil, nada de novo foi apresentado, a não ser os ótimos desenhos da Mônica. O Fantástico não anda muito bem das pernas, nem o Vídeo Show. E a Globo não se mexeu. Com isso, o Domingo Espetacular da Record cresceu. A grande família foi um show à parte e Toma lá da cá, extinto em 2009 fez falta. Pedro Bial e Luciano Huck estão em seus melhores momentos. Ambos são belos apresentadores. Zorra Total continua chato. O Pânico na TV caiu um pouco no meu conceito. Mas ainda vejo. Junto & Misturado ora é engraçado, ora não é. Xuxa, Cléo Pires e Carolina Dieckmann continuam muito comentadas. Carol não teve um ano bom, é verdade, a mocinha moderna da novela das oito não agradou e tem sua morte agendada por esses dias já. Mas ninguém, digo, ninguém teve tantos flashes como o Justin Chato Bieber. Lançou até biografia. Aqui no Brasil, outro chato, o filho do Fábio Junior, Fiuk, também lançou a sua. No mínimo, é engraçado. Como não me atrevo a ler a nenhum destes futuros best sellers, fico imaginando o que de tão importante eles tem a dizer. Falando em livros, Vera Fischer é escritora agora. E como é de praxe polemizou ao enfatizar que não escreve para pobres. Tadinha dela! E Ana Paula Arósio virou sinônimo de antiprofissionalismo.
No futebol tivemos uma Copa terrível para o Brasil e a consagração de Tiago Leifert. E a política brasileira fez história. Dilma é a primeira presidente feminina do país. Preconceitos sendo quebrados. Beijo gay na tevê? Sinceramente, ainda não estou preparado pra isso. Mas frisem, é apenas um conceito meu. E que Dilma faça valer a confiança da maioria. E logo, volto com o que estou esperando de 2011 para a TEVÊ!

Nenhum comentário:

Postar um comentário