BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

sábado, abril 09, 2011

Estreias da semana

Preguiça de Susana Vieira
A semana foi forte na TV. Muitas estreias, reestreias e muito assunto a tiracolo. Tapas (and) Beijos foi tão boa que mereceu até um post só pra ela. Esperando por Sueli & Fátima na próxima terça. E terça foi dia de Divã. Consegui assistir o seriado pelo YOU TUBE. Lília Cabral é daquelas atrizes em que podemos classificar, sem medo de errar, de atriz extraordinária. E Nova Iorque é mesmo linda! A cena em que Mercedes tem um transtorno bipolar no humor com o próprio filho foi de muita graça e sutileza. E Divã é isso, uma série sutil, sem pretensões e agrada sendo assim. Muito!
Profissão Repórter é um dos melhores jornalísticos da TV atual. As pautas são decididamente muito bem escolhidas e os jornalistas capitaneados por Caco Barcellos são todos de extrema competência e informam de derivados assuntos com muito respeito e dignidade. Bravo!
Pulando para a sexta à noite, quase que Macho Man, estrelado por Jorge Fernando e Marisa Orth se tornaria um martírio. Mas aos poucos a série escrita por Fernanda Young e roteirizada por José Alvarenga Jr me pegou. Estava querendo rir e consegui. Tanto Jorge quanto Marisa são comediantes natos e fizeram do tema uma alegria. Mas há de ter um certo cuidado com o exagero. Pode cansar o público. Outro ponto forte foi a abertura. A Globo caprichou.
Um detalhe interessante e que foge um pouco do que estou falando foi de um erro, exibido ontem, no intervalo comercial de Macho Man. Veja. Apenas para descontrair.
Peço desculpas a todos por não ter algo para falar sobre Batendo Ponto e Lara com Z, respectivamente. O primeiro não consegui ainda ver e o outro, queridos, estou com muita preguiça de Susana Vieira, esta é a verdade, mas prometo que uma hora eu vejo e comento aqui. Ainda mais que o autor da trama, o senhor Aguinaldo Silva disse isso no twitter: "Lara com Z pegou a faixa de audiência que me interessava: a que acredita que ainda há vida inteligente na televisão. O resto é Ídolos". 
O Ídolos, particularmente, é um programa que ainda não disse a que veio. 
E para terminar fecho com minha total insatisfação com a nova novela do SBT Amor e Revolução. Fraquíssima. Muito do que li por aí tem reclamações aos diálogos. Tudo muito didático e decorado. Praxe do autor Tiago Santiago. 
P.S.: Cláudio Lins pode até ser bom ator, mas galã? 


E novela para ser novela de verdade tem que ter romance, dualidades, humor, suspense.
O tema da ditadura militar é interessantíssimo, mas tinha que ser apenas um pano de fundo.
Senão não é novela, é documentário. E política em demasia, CANSA!


2 comentários:

  1. Dos citados a única coisa que eu vi foi "Amor e Revolução", bem, nem chegou a ser um capítulo inteiro. Concordo contigo, a novela está mesmo didática e do jeito que está não rola. Só ditadura cansa e o casal protagonista é muito fraco... Ah, eu acho o Lins um bom ator e galã! rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Eu sou galãããã
    hahaha!!!
    Vou recorrer ao youtube pra ver Tapas e Beijos e talvez Macho Man...
    A única coisa que vi foi Lara com Z, prefiro Força Tarefa mil vezes,,,

    ResponderExcluir