BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quarta-feira, abril 20, 2011

Viva o Cordel Encantado

Muito antes de Tieta do Agreste, menos populosa que Greenville, terra da Indomada Helena (Adriana Esteves), muito mais quente que Tubiacanga e cheia de duelos feitos os de Pilar Batista (Renata Sorrah) e Murilo Pontes (Lima Duarte) lá em Resplendor, a história da pobre menina rica Açucena (Bianca Bin) em Cordel Encantado superou todas as minhas expectativas. A luta do bem contra o mal em meio a reis e rainhas, misturados ao cangaço chegou para fazer bonito. Com imagem de cinema e com ator com cara de cinema brasileiro, Matheus Nashtergaele imprime a cara do sertão na TV, a novela nos remete aos contos de Ariano Suassuna, ou apenas lembra. E todo mundo está afinado. Débora Bloch é sempre Débora Bloch, uma atriz singular no meio de uma novela que é plural. Plural no sentido de fotografia incrível, história bem contada e tão bem dirigida, e trilha sonora em perfeita sintonia. Cordel encantou. E não tem compromisso nenhum com a verdade, mas mesmo assim ainda é coerente. O realismo fantástico das novelas de Aguinaldo Silva voltaram a todo vapor, com outras autoras, célebres autoras, Thelma Guedes e Duca Rachid, bravo! Cláudia Ohana, Reginaldo Faria, Marcos Caruso, Zezé Polessa, Luana Martau (de Clandestinos, saudade da série), Osmar Prado, Genésio de Barros, Heloísa Perissé, Andreia Horta, Mariana Lima, perfeitos... E o quinteto de protagonistas, espetaculares. Carmo Dalla Vecchia vem se superando. Hoje pode se vangloriar e dizer pra quem quiser ouvir que é sim um bom ator. Cauã Reymond e Bianca Bin estão corretos, digo até que tem uma química perfeita, e ao contrário do que ando lendo por aí os considero bons atores, com algumas falhas, é claro, mas nada que os comprometa drasticamente. Os antagonistas Nathália Dill e Bruno Gagliasso são meus queridinhos. Melhoram a cada papel e como não poderiam deixar de ser, estão soberbos em seus respectivos papéis: Doralice e Timóteo. E Nathália promete ainda mais na nova novela das seis, pois sua personagem vai se travestir de homem, bem ao estilo Bruna Lombardi (Diadorim) em Grande sertão: veredas. E que Cordel continue no mesmo ritmo e assim continuamos a nos encantar todas as tardes na Rede Globo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário