BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

terça-feira, maio 17, 2011

Alguém conhece o jovem ator Maxwell Nascimento? Se a resposta for 'não', tratem logo de conhecer, ele é simplesmente incrível. Mesmo!

"É consenso na sociedade que filho de pobre é menor e filho de rico é jovem. Mostrando um olhar mais solidário, acho que já estamos fazendo uma coisa legal" (Carlos Cortez, no debate sobre "Querô", seu filme, respondendo ao repórter que viu no longa uma incômoda abordagem da violência). O filme, de 2006, foi ao ar agora a pouco na Globo pela Sessão Brasil. Maxwell Nascimento é o protagonista Gerônimo da Piedade, o Querô, e o que é o olhar desse menino, ofendido com um mundo tão injusto e voraz. Querô é um dos filmes mais emocionantes e contundentes que vi nos últimos anos. Maxwell é perfeito desde a primeira cena e ainda não entendi como a televisão ainda não o consagrou. Em pesquisas feitas no Google, soube que ele esteve numa Malhação dessas e que depois não fez mais nada. Não se pode desperdiçar um talento feito o de Maxwell Nascimento. Não mesmo! O filmeQuerô é um adolescente pobre e órfão, que vive sozinho na região portuária de Santos. Achando-se dono do próprio destino, Querô não se dobra à disciplina opressora da Febem, ao jogo fácil do tráfico de drogas e, muito menos, aos policiais corruptos que o perseguem. Paga por isso um preço alto. 
Meu fascínio pelo garoto é tanto que me atrevo a dizer que a interpretação de Maxwell é a mais marcante do cinema nacional de todos os tempos. Capaz de equilibrar o ódio e a raiva (que seu personagem declara como os únicos sentimentos que o movem) com a doçura de quem descobre, até um tanto constrangido, que o amor também lhe diz respeito, Nascimento acaba amortecendo os descaminhos de Querô

Atualizado em 13 de fevereiro de 2017: fiquei sabendo agora a pouco, que a história de Maxwell foi explorada no Domingo Show, programa do Geraldo (Record). Parece que o jovem trabalha vendendo pastéis e que o programa o ajudou com um trailer para vender pastéis. ARGH! 
Minha opinião sobre Maxwell não mudou: a Record perdeu a chance de contratar um verdadeiro ator, não esses da casa que parecem recitar ao invés de interpretar. Bobeou, Record, de novo. Sobre o Geraldo, todos sabem o que penso sobre o apresentador.

Maxwel, toda a sorte do mundo, muitas coisas na vida são injustas, e você não estar na TV (ou no cinema, ou no teatro) é uma dessas coisas que não consigo entender.





2 comentários:

  1. Pois é também fiz uma pesquisa agora no google e não achei nada... sou de Santos e já vi algumas vezes o Maxwell na rua e nada mais, uma pena.

    ResponderExcluir