BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quarta-feira, maio 25, 2011

Click!

Noites de terça-feira ganham em primor, divertimento, entretenimento e boas opções. Há de tudo! A Liga da Rede Bandeirantes conseguiu me pegar. Nunca temas tão polêmicos foram tratados com tanta naturalidade na tevê aberta (eu, pelo menos, não lembro!). Assuntos como a legalização da maconha, aborto e casamento gay foram expostos no programa de hoje e inseridos a um contexto que lembra muito um documentário, só que sem aquele cansaço de praxe ocorrido nesses debates. Ali a tarefa era discutir para melhorar, sem preconceito (teve até beijo entre dois homens, sem neuras, sem aquele famoso estardalhaço para se conseguir aqueles pontinhos na audiência, coisa rara hoje em dia) e o debate em momento algum fez (e nem tinha essa pretensão) apologia a determinado assunto. Perfeito! Outro ponto forte foi o Profissão Repórter, da Globo. O episódio mostrou a luta de pessoas 'comuns' em busca da realização do sonho (eu diria que é de direito de cada ser humano ter algum lugar para chamar de seu para morar) que é comprar a casa própria. Emocionante, sem se tornar piegas, ao mesmo tempo que muito instrutivo. Muitas dicas a cerca de quem tem esse sonho e que muitas vezes pode, por falta de informação ou tato, comprar gato por lebre. 
A série Tapas & Beijos (sim! esse eu vi por inteiro) é sem sombras de dúvida a melhor coisa do ano (até agora!) produzida pela TV Globo. Sabe aquele "quê" de quero mais que pouca coisa consegue te fazer querer sempre? Andréa Beltrão e dona Fernandinha Torres são mulheres comuns, e muito divertidas, muito! como todas as mulheres comuns são. E muito charmosas também. E pedem bis, pedem continuação e mostram com exatidão que a emissora estava certa ao rifar o Casseta & Paneta, Urgente! da grade, por mais que o humorístico tenha feito uma linda história saiu do ar a tempo de não estragar o fenômeno que foi. Fantástico! Digo, fantásticas!!!
Teve ainda o último episódio da série de Lília Cabral. Divã foi primorosa desde o primeiro episódio, leve, descontraída e sagaz. Assistindo a série, por muitas vezes o telespectador pode sentir o cheiro de cinema no ar. Divã foi linda demais para ser lembrada apenas como mais uma série exibida na tevê. Foi formidável, assim, bem simples.
Passando por outras redes, quem gosta de novela tem duas opções, Vidas em Jogo da Rede Record, que ainda não disse a que veio, e Amor & Revolução do SBT. Na emissora dos bispos falta acertar quem é vilão de verdade e quem são os mocinhos. Beth Goulart, que nos foi apresentada como a grande vilã da história só assustaria mesmo a turminha da Malhação. Não é uma crítica a interpretação da atriz que andou meio artificial no começo, mas já deu provas que encontrou o tom certo do personagem, é que vilã de horário nobre precisa ser má. Pode sim ser cômica, pode sim ter alguém que ame de verdade, o que não pode, com um mês de novela ficar só nos golpinhos bobos para expulsar fulano do prédio onde mora. Tem dó! Mas gosto do trabalho da autora Christiane Fridmann desde Chamas da Vida e com certeza ela já deve estar promovendo as mudanças necessárias. Mas para não dizer que só joguei ovos, vale a história dos protagonistas Julianne Trevisol, Guilherme Berenguer e Taís Fersoza.
Amor & Revolução: desta novela não reservo muitos louvores não. Tudo lá é ruim, a começar pela história, chata por demais. Tiago Santiago errou a mão e indiscutivelmente, assim como vimos em Os Mutantes, os diálogos não são seu forte. Não é bom autor, mas é ousado, como poucos e é nisso que a novela do SBT chama a atenção. Mas será Tiago Santiago ousado mesmo? Ou tem um dedo do Silvio Santos nessa história toda? 
Ídolos na Record e o Cine Espetacular no Sbt são outras boas opções. O primeiro segue a linha de shows. Tem um leve toque de humor (e agrada sendo assim!), contudo o nome da atração não condiz com o que acontece na vida real. O que se viu até agora são aspirantes a cantores. O segundo tem forte apelo teen e agrada em cheio os adolescentes que ficam em casa acordados até o comecinho da madrugada. 
Muito bom também o Leitura Dinâmica da RedeTV!. Agora a essência de Hebe nos foi roubada. Nem aquele sofá encanta mais. Nem ela é mais tão espontânea. A começar pelo cenário, escuro demais, não é confortável aos olhos e o programa em si fica devendo aos fãs da loira e a própria loira, que apostou tão alto ao deixar a emissora do tio Silvio. Uma pena!

P.S.: não sei o que tanto as pessoas veem na Sônia Braga?

Para mim vai ser sempre Gabriela, sempre Gabriela...

E só!

Ahhh... para terminar posto aqui uma foto da irmã do ícone pop Michael, a La toya... Vejam:

Sem comentários!



2 comentários:

  1. Essa Latoya brocha qualquer um...

    E A Liga ontem foi interessante

    ResponderExcluir
  2. Latoya é tão bonita como o próprio nome!

    Sobre as opções da terça-feira, fico com "Tapas e Beijos".

    ResponderExcluir