BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quinta-feira, maio 31, 2012

Zapeando

A tarde na televisão brasileira é uma lástima, isso todos já sabem, e por mais que Chocolate com Pimenta tenha sido e é uma novela muito boa, a terceira reprise é um exagero, e saber que quem tem TV a Cabo pode assistir Que Rei Sou Eu, Top Model e Barriga de Aluguel torna a atual trama do Vale a Pena Ver de Novo uma afronte para nós telespectadores, e não adianta, enquanto as outras emissoras não se preocuparem em levar algo melhor para a sua programação vespertina, na Globo vai ficar tudo na mesma, infelizmente! Tanto é verdade que desde que sentiu o golpe com a decadência da Sessão da Tarde, a rede número 1 do país está buscando novos ares (ou filmes melhores). Semana que vem as apostas serão O Diabo Veste Prada, Ghost, Garota Veneno, O Menino da Porteira (com o cantor Daniel) e Robôs. Bem aquém dos filmes de sereias e golfinhos que estávamos habituados a ver. E isso só está acontecendo por conta da reprise da novela da cantora mexicana Thalia. Não que a trilogia das Marias sejam obras espetaculares, eu particularmente não gosto, mas é inegável que se trata de um fenômeno, e claro, é uma opção para os telespectadores, órfãos de bons programas nesse período. 
O controle remoto está fazendo história em outros horários também. Eu que aqui sempre defendi a tese de que as crianças precisam de um espaço para elas na TV aberta, o que sempre foi desdenhado por todas as emissoras, surge Carrossel, um remake que trouxe de volta um sopro de esperança ao Sbt, e que Silvio veja que é nesse filete que está sua redenção, ainda mais quando a Globo estrear o novo programa da jornalista e apresentadora Fátima Bernardes, se o Sbt embarcar de verdade no público infantil vai conseguir reverter o quadro nas manhãs, sabendo que a Rede Record será a concorrente direta da Globo. Com programas parecidos, é óbvio que o de Fátima vai tirar o público-alvo, que é as mulheres, do canal do Bispo. Mas nessa disputa, o canal de Silvio Santos vai levar de bônus os órfãos da TV Globinho, infantil do Plim Plim. Nessa nova onda, espero que o Bem Estar saia de vez do ar (cansou né?) e que o Mais Você seja melhor elaborado e mais curto. Ana Maria deveria focar no que mais entende: cozinha. Área que dá audiência sim! Deixa o jornalismo com Fátima, mestre no segmento. Zapeando ainda no que há de pior na TV aberta lembro-me com muito desgosto do Vídeo Show, atração tosca que por mais que os mais saudosos ainda o celebrem, os tempos bons de um Miguel Falabella inspiradíssimo não voltam mais. 
Um pouco de flores, por favor: as coisas boas estão em Estrelas, pra quem curte música o TV Xuxa está fazendo um bom trabalho (o programa passou anos viajando na maionese e finalmente se encontrou!), o Altas Horas ainda é o diferencial e mesmo muitos torcendo o nariz com as piadinhas de baixo calão do titio Silvio Santos o seu programa de auditório ainda reina absoluto. Em entretenimento, exceto no que envolve a dramaturgia, é só isso, mais nada presta.
 Pânico na TV já foi um programa bom, agora foi inserido no nome a Band, e continua a mesma bosta que na RedeTV! Claro que alguns quadros são interessantes, o Jornal do Bóris é um exemplo, mas aí é que está: quando eles querem fazer humor, eles dão show. Mas dura bem pouco, precisam achincalhar, uma pena.
As novelas na Globo estão de vento em popa, até Malhação respira aliviada, no Sbt tudo bem também, o problema está na Record. Rebeldes caiu de uma forma desesperadora. Sem fôlego para mais. Mas o pior acontece com Máscaras. A história não é de todo ruim, mas a trama confusa afastou os telespectadores, estamos numa era em que o popularesco faz muito sucesso, Máscaras foge completamente disso: faz pensar. Mas exagera na dose e acaba se tornando chata, difícil de acompanhar. Muito da culpa se faz a própria emissora que lançou na mesma época Vidas Opostas, com praticamente o mesmo elenco e tão forte quanto. Prometem CSI de volta. Mas tirar do ar uma trama que dá 4 pontos de ibope, mesmo a audiência sendo baixa é desrespeitar 240 mil pessoas só na Grande São Paulo. Não pode! Senti isso na pele há uns anos atrás quando a Record levou ao ar a série Dawson´s Creek, eu corria pra casa às 18 para acompanhar e no 11º episódio tiraram do ar, sem aviso, do nada, também pelos mesmos 4 pontos. 
Falta as emissoras qualidade, mas o que elas querem é quantidade. O controle remoto? Ele continua aqui na minha mão, é só elas se desligarem um pouquinho só!



Um comentário:

  1. Concordo. O Vale a Pena Ver de novo merecia novelas mais charmosas e clássicas como as que passam na tv a cabo, e fazem enorme sucesso.

    Qualidade na tv aberta......urgente

    ResponderExcluir