BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quarta-feira, junho 20, 2012

Gabriela, parte 2

                              O segundo capítulo de Gabriela trouxe de volta a hegemonia das histórias levadas ao ar por Aguinaldo Silva no final dos anos 80 e por toda a década de 90, Aguinaldo é um mestre em novelas regionais, entende como ninguém a alma de Jorge Amado, Walcyr Carrasco, o escritor da nova Gabriela estreou morno, com muitas ressalvas, mas na terça-feira conseguimos passar esta barreira: Walcyr chegou bem próximo do universo apimentado do amado Jorge, e é disso que gostamos mesmo: de sarapatel, de acarajé, de pimenta, gostamos de rir, e de muita polêmica. Juliana Paes está incrivelmente linda, uma atuação rica, entendemos Gabriela só com o seu olhar, sabemos se ela quer seduzir, se está triste, se está feliz. Bem melhor que Sônia Braga. Sônia, aliás, foi fabricada pela mídia, é sensualidade pura, e só! Não passa disso. Não acompanhei a primeira Gabriela, de 1975, mas conferi o filme, Sônia só passa sexo. Esporadicamente, aparece em participações especiais nas novelas, e em todas passa despercebida, o que se vê é só um exagero da mídia, impressa e televisionada, mais nada. Juliana conseguiu a proeza de humanizar a personagem. Ela tem cheiro de Cravo & Canela, um poder de sedução incrível, mas é  gente como a gente, com toda a sua inocência, sem parecer piegas, um achado. Bravo! A telenovela abusa do humor e todos estão soberbos em seus personagens, Está tudo perfeito! A trilha sonora é incrivelmente linda, até quem não curte Gal Costa e afins, com certeza deve estar cantarolando Modinha para Gabriela durante seu dia, e a fotografia, obra de uma direção rica, está impecável. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário