BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

terça-feira, junho 12, 2012

O Charme das nove

Já nos comerciais quando a Mel Maia saía correndo atrás do carro de Marcello Novaes antevia algo diferente,  alguma coisa que ia me pegar de jeito, pois em todas as vezes que a cena se repetia, o mesmo frio na barriga, um nó na garganta, uma esperança de que vinha por aí uma novela das boas mesmo. Não deu outra, se bem que para suceder e ser melhor que Fina Estampa não era preciso muita coisa, mas Avenida Brasil queria muito mais, começou incrível, com atuações excelentes de Adriana Esteves, Tony Ramos e a pequena Mel, foi uma semana de capítulos impressionantes, lembro ainda com nostalgia do casamento de Rita com o Batata, bem ao estilo Hoje é dia de Maria, outra obra rara da TV Brasileira. Mel Maia saiu de cena e trouxe consigo uma Débora Falabella afiada num papel em que tinha tudo para se tornar um purgante, mas não! Débora trouxe uma leveza a um personagem muito complexo e Adriana como Carminha continuou brilhando. E continua!
O folhetim traz a premissa que todo capítulo tem que ser arrasador, e é, está sendo, e promete muito mais. O autor João Emanoel Carneiro então se firma como o melhor escritor de novelas da atualidade, está acima de qualquer um, não esquecendo os feitos impressionantes de ninguém. Mas hoje ele é o melhor. Sem dúvidas! Trouxe frescor e competência na medida certa. Em suas tramas ele consegue deixar a história principal cada dia mais intrigante, foi assim nos tempos da Donatela e a Flora (2008), com o Paco (2004) e com o Foguinho (2006). E o que dizer de Nina e Carminha? Mas ao contrário das outras vezes, por ora não sabemos para quem torcer. Tudo bem que Carminha é perigosíssima, mas Nina não é lá uma santa, né não? 
E todos os núcleos estão à mil. Há os que torcem o nariz com Cadinho (Alexandre Borges). Eu, simplesmente, adoro a história, Debora Bloch, Camila Morgado e Carolina Ferraz estão soberbas, dando conta do recado mesmo! Amo o subúrbio, tudo lá parece de verdade, Ísis Valverde, Marcos Caruso, José Loreto, Otávio Augusto, Paula Burlamaqui, Débora Nascimento, Aílton Graça, enfim, todos! Letícia Isnard ontem me provocou sonoras risadas: o jeito tatibitate com que a Ivana trata o marido é muito engraçado, e se João Emanoel quiser, ali dá muito pano pra manga, afinal, ela vai ter que crescer né? 
Avenida Brasil é um encontro em que tudo deu muito certo, atores, direção, cenografia, fotografia, tudo! Impecável! A dica fica apenas para Cauã Reymond, às vezes menos é mais, e junto com Nathália Dill vai ficar fácil brilhar. Flores também para José de Abreu e Vera Holtz. 
Vem dançar com tudo, a máxima do tema da abertura traduz com todas as verdades possíveis que a novela das nove da Rede Globo é um verdadeiro charme. Se é!

Um comentário:

  1. Concordo com tudo o que vc disse amigo!
    Essa novela tá fogo!
    E Vera Holtz, putz, não tenho nem o que falar dela. Até se ela fizer um papel de porta ela sobressai dos demais. Ótima!

    Grande abraço.

    ResponderExcluir