BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quarta-feira, julho 04, 2012

Mulher no Brasil quando passa dos quarenta começa a ser descartada em todas as mídias!

                     Sabe aquela linha tênue entre o amar e o odiar: é com esse sentimento um tanto bipolar (e bipolaridade é com a Cássia Kiss mesmo) que começo meu assunto do dia. Cássia Kis Magro (Magro, Gordo, Feio, Bonito, que sobrenomes são esses meu Deus?), ok, deixemos isso de lado e tratemos de falar do que é a mulher depois dos quarenta no mercado de trabalho e como o blogue abrange o mundo da televisão (eu vou falar do que acontece nesse mundo, e caros! se acontece com elas, abram o olho, a sociedade continua muito machista) escolhi  a atriz, de 54 anos, a Ilka Tibiriça de Fera Ferida, idolatrada, salve! salve! profissional magnífica, estudiosa, um talento, para comentar sobre esse tipo de preconceito, que a mesma entoou numa entrevista para um jornal esses dias. Cássia, com certeza, lembra muito as personagens de Almodóvar, suas caracterizações são sempre esfuziantes, o oposto de outro monstro da TV, Glória Pires. Mais comedida, Glória empresta a seus personagens toda uma naturalidade que a torna fascinante na arte da interpretação e Cássia, por sua vez, abusa nos trejeitos e ainda assim, não erra. Nunca! Se citei Glória Pires num post que é de total exclusividade de Cássia Kiss é para mostrar as diversas nuances em que um ator pode chegar e brilhar, e no caso, ambas tem em seus currículos personagens marcantes. Isso chama-se talento. Aquele nato mesmo! Lindas de verdade! 
Na vida pessoal, Cássia aparenta ser uma mulher triste. Se diz bipolar, e pessoas bipolares são muito chatas. Ou complexas. Difíceis de lidar. E nada para Cássia foi fácil. Segundo a  mesma, teve uma infância complicada, ocasionadas por muitas agressões sofridas pela mãe, fez um aborto aos 17, péssimos casamentos, etc. Claro, que nisso tudo teve muitas alegrias também, os quatro filhos da atriz devem ser outros bons motivos para sorrir. Mas ainda assim ela me passa um ser genioso, o que não a torna menos admirável por isso. Cássia é verdadeira, acima de tudo - e pessoas assim incomodam muito - eu me sinto, às vezes, muito incomodado. Não estamos preparados para a verdade, quase sempre. O mundo é feito de meias-verdades, é mais bonito, mais crível. E muito errado! Entenderam o porquê do meu ódio por Cássia Kiss? Sim, né? Espero! Essa semana Cássia concedeu uma entrevista para Jornal O Estadão (o meu amigo Humberto correu para me mandar o link da entrevista, que claro, vou dividir com vocês. Cliquem aqui para ler a íntegra. E aqui, para os que ainda não conhecem o blogue do Humberto. Merchandising gratuito, que faço com gosto viu! (risos)). Ok! Mas uma coisa que me chamou muito a minha atenção foi essa frase: " Estou numa idade em que começo a ser descartada da televisão. Novelas são feitas para garotada. As moças bonitas têm mais espaço, mesmo mulheres de 30, 40 anos. E eu não sou bonita, não tenho um phisic que atraia, não fiz plástica. Para manter meu espaço, tenho de trabalhar muito, achar o diferencial e, infelizmente, tentar ser a melhor".  E não é que é a mais pura verdade. E ela não está sozinha nisso. A própria Glória Pires não é mais a protagonista absoluta, uma Meryl Streep ganha menos que uma Kristen Stewart, algo desnorteador né não? Meryl, Glória e Cássia estão no mesmo barco.
Para completar, vem a Globo e tira a Fátima Bernardes do principal telejornal do Brasil com o argumento que o sonho dela era se tornar uma nova Ana Maria Braga, me poupem né? Eu gosto muito da Fátima Bernardes, mas está na cara que ela saiu do JN porque  queriam um rosto mais jovem, escolheram a Patrícia Poeta, uma graça de jornalista, muito talentosa, mas a vez era da Renata Vasconcellos, porém de novo o fator idade impediu. E não adianta, nada tira isso da minha cachola, nada! Mulher no Brasil, passou dos quarenta, começa sim a ser descartada, verdade absoluta de Cássia Kiss, que vale para todas as profissões, todas. Uma pena! Por que mulher não pode envelhecer neste país? A Xuxa é outra que ficou velha para apresentar programa de auditório. E a vida segue, sem ninguém contestar nada. Já o William Bonner vai continuar lá, vai passar o bastão quando estiver bem gagá, podem apostar! Passa credibilidade e um certo charme.


                             Atenção! É bom eu esclarecer que não estou dizendo que os novos não devem ter sua vez, só acho que a maturidade só vem a agregar coisas boas. Agora entendem o porquê do meu amor pela Cássia? Cheia de pés de galinha, com alma sofrível, todavia sempre de coração aberto, ora desperta-me o ódio, ora o amor, ora sinto pena, logo, raiva. É um ser humano louvável. Cheio de erros, mas de muitos acertos. Mais acertos! Não adianta, ela causa essa bipolaridade na gente, né não?

5 comentários:

  1. Aqui no Brasil a experiência não é valorizada.....uma pena

    ResponderExcluir
  2. Tô viciado no seu blog, hehe! Pois bem amigo, se é que posso chamá-lo assim, inda bem que justificou ao final, compreendi sim o seu texto, mas, digo que ficaria sim meio chateado se não houvesse a justificativa ao final, rsrs, perdoe-me, sei apreciar sim a maturidade, mas, sou jovem contudo e quero meu espaço, para que isso aconteça outros precisam perder o seu, é assim que funciona, talvez infelizmentemente!

    ResponderExcluir
  3. é torcer para que esta mentalidade imbecil muda com o tempo. Os talentos precisam ser valorizados!

    ResponderExcluir
  4. "Aqui no Brasil a experiência não é valorizada.....uma pena" [2]

    Cássia Kiss está magnâmia como Melissa na novela das 6. Confesso que dava uns 60 anos para ela, justamente por não ceder à estética das plásticas.

    Mas mesmo com tal beleza, se não tiver talento, não há como desempenhar excelentes papéis de vilãs. E Cássia Kiss como Ádma Guerreiro é um exemplo disto!

    É uma pena mesmo ter beleza para ser uma boa atriz.

    ResponderExcluir
  5. E fora a personagem que ela fez na novela das 7 passada, que falaram que ela foi a estrela! E olha que era pobre né!

    ResponderExcluir