BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

terça-feira, outubro 02, 2012

Estreia de Guerra dos Sexos foi boa, mas o que eram aqueles efeitos especiais?

         Sabe quando você coloca grande expectativa em cima de um produto, pensei que iria rir horrores ontem na estreia de Guerra dos Sexos, a nova novela das sete da Globo, remake de Silvio de Abreu (1983). A comédia pastelão começou com Tony Ramos e Irene Ravache discutindo feio, mas precisava os efeitos especiais à la O Beijo do Vampiro (2002)? Ficou uma novela infantilizada, não gostei, mesmo! Tão logo fomos agraciados por uma belíssima abertura, joia, ficou dez! Havia comentado aqui, numa crítica para Gabriela, novela das onze da mesma emissora, que em alguns casos, reinventar pode ser bem melhor do que seguir os mesmos moldes da primeira versão, hoje pode-se muito mais, e nesse sentido a novela abusou da criatividade. Não viu? Veja o vídeo aqui. Sensacional! E pra quem pensava em ver os nomes de Tony Ramos e Irene Ravache em primeiro, eles estavam ótimos por sinal, levou um susto, Glória Pires e Edson Celulari são os grandes protagonistas e pudera! eles deram um show no primeiro capítulo. Nenhuma novidade em se tratando da Glorinha, apaixonado por essa grande atriz, a grande dama das telenovelas, com certeza! E ainda comentando da abertura, respeitosa a menção honrosa a Carlos Lombardi nos créditos. Carlos foi contratado pela Record há pouco tempo, mas muito do que foi Guerra dos Sexos, em 83, deve-se a ele. Muito justo.
Glória Pires como Roberta Leone e Edson Celulari como o atrapalhado Felipe foram os que garantiram o humor que eu procurava e esperava, estão engraçadíssimos e maravilhosos, a trama vale uma espiada por eles, garanto. Mas ainda assim, me arrependi de ter me entusiasmado tanto. A culpa vai mesmo para os efeitos especiais, duro de engolir. E Carlos Alberto Riccelli, gente! desaprendeu a atuar? Não me convenceu. Nem um pouco. Vou gostar de Mariana Ximenes, Reynaldo Gianecchini, Drica Moraes, Daniel Boaventura, Marilu Bueno e Raquel Bertani, com certeza.
Se Guerra dos Sexos conseguir se desvencilhar ao máximo de Filhas da Mãe (2001), do mesmo autor, a trama tem tudo para emplacar, e a torcida é grande. Costumo dizer que tendo Glória Pires numa história já é meio caminho andado, mas eu sou suspeitíssimo, todos sabem da minha predileção, mas ela é perfeita mesmo, hors concours (captaram?). Tendo em vista o primeiro capítulo (a estreia deu 28 pontos de média) prometo ir com mais calma, não esboçar tanta expectativa, tentar ser menos crítico e aproveitar bem cada cena. 
Mas rir? Disso eu não abro mão! Me surpreendam Silvio de Abreu e Jorge Fernando, confio em vocês!

2 comentários:

  1. Perdi o Piloto... rsrs, não deu pra assistir por causa da facul. Mas tenho certeza que foi muito boa estréia e assim será pelos meses que seguir pois o Elenco é(Para não perder o costume, e clichê) Indimenticabile! RRSRSRS.

    ResponderExcluir
  2. A novela parece ser boa, mas não conseguirei vê-la. Já Salve Jorge, não perco por quase nada hehe. Novelas de Glória Perez são inspiradoras!

    ResponderExcluir