BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

terça-feira, outubro 16, 2012

Adriana Esteves (Carminha) que não nos ouça, mas Juca de Oliveira tomou a novela para si nos momentos finais de Avenida Brasil

                    Tenho que dar a mão a palmatória, JUCA DE OLIVEIRA me convenceu nos últimos capítulos de Avenida Brasil que o Albieri é mesmo coisa do passado, foi enterrado junto às areias do deserto do Marrocos e com o Léo (Murilo Benício), o Tufão de agora! O que é o Santiago minha gente? É a encarnação do tinhoso, DEUS do céu, peguei raiva do vilão! e ao mesmo tempo me curvo a tanto talento.
Juca, simplesmente, deu um novo gás a já explosiva trama das nove, juro que às vezes penso se tratar de uma nova novela, não para de acontecer coisas, é bomba atrás de bomba, no sentido bom da coisa. Melhor novela dos últimos tempos, ou de todos mesmo. Cada capítulo traz novas emoções. Será que vai ser assim até sexta? Pois bem, no capítulo desta terça-feira haverá mais uma morte. Nilo (José de Abreu, já elogiado por aqui) será assassinado pelo VELHO DO MAL.
Nilo, que vive sempre bem informado, vai até a casa de Santiago para tentar tirar proveito das informações que tem. Ele ameaça contar aos quatro ventos o que sabe sobre a morte de Virgínia, a mãe de Carminha (Adriana Esteves). "Eu podia ter acabado com a tua raça, Santiaguinho do pau oco! Podia ter contado que tu matou a coitadinha da Virgínia, a própria mulher, e fez a coitada da Lucinda (Vera Holtz) ficar mofando na cadeia no teu lugar por um crime que ela acha que cometeu. Do mesmo jeito que você contou pra ela que fui eu que sequestrei a Carminha quando ela era garota. Que é que a bundona da Lucinda ia dizer, se soubesse que foi você quem jogou a Carminha lá no lixão, que nem um trapo velho?", diz.
Nilo ainda acusa Carminha e Santiago de serem os responsáveis pela morte de Max, já que viu os dois no lixão no dia do crime. É aí que o velho pai de Carminha tem certeza de que o barbudo não pode mais continuar livre, leve e solto por aí. Santiago pega uma garrafa de uísque, coloca veneno e vai até o lixão presentear Nilo. O bêbado fica todo feliz com o presente de grego. "Tô que nem pinto no lixo! Riririri! Nunca tomei um uísque tão bom na minha vida! Já bateu!". Em pouco tempo, Nilo já começa a agonizar nos braços de Nina (Debora Falabella). Mas antes ele revela o que sabe: "A Lucinda era cega por aquele babaca. Ela pensa que foi ela. Ele fez ela pensar que foi ela que atirou na Virgínia. Ela atirou, mas o tiro dela não pegou. A bala que matou a mãe da Carminha veio do Santiago! Ele matou a Virgínia! Esse coxo é um assassino! Me ajuda, Nina, me ajuda... A Lucinda nunca matou ninguém. Salva ela, Nina, salva a minha Lucinda!", pede Nilo, que morre em seguida.

E aguenta coração! Bravo Juca de Oliveira, e a menção é sem atraso, visto que o ator começou mesmo a escrever sua história no folhetim nos momentos finais. Palmas!

Sobre o título, é uma grande homenagem ao ator ok? Carminha (Adriana Esteves) ainda continua soberana. Linda!

4 comentários:

  1. Inda bem que fez uma consideração no final hein. Me espantei com o título, mas, o ator em questão Juca de Oliveira está estupendo como Santiago. O fato é que a Colossal Esteves é COLOSSAL. Ficou clichê essa expressão, o fato é que não encontro outra que melhor defina a Carminha Esteves. E também, como sempre, crédito aos demais defensores dos personagens mais complexos da TV.
    ótima Resenha Mr.TV(Amigo meu).
    Até mais ler.

    ResponderExcluir
  2. Sabe quando aparece um artista fantástico, que faz com que o outro artista talentoso aprenda e se torne fantástico tanto como o primeiro?

    Pois é. É isto que assistimos ontem.

    ResponderExcluir
  3. ele é completo, mas a novela foi mesmo da Adriana Esteves

    ResponderExcluir