BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

segunda-feira, janeiro 28, 2013

Sandy, a balzaquiana

A Sandy está completando 30 anos nesse 28 de janeiro, sim! aquela menina do O que cê foi fazer lá no mato Maria Chiquinha? está velha pra ser jovem e jovem pra ser velha como a música Aquela dos 30, composta por ela mesma diz. Eu nunca fui muito fã da cantora, mas também nunca a odiei, sua voz é linda, vai!, confessa? E aos que estão na mesma faixa etária que Sandy (eu estou) acompanharam-na de pertinho, cada vitória e cada mancada na bonita carreira e com certeza já pensaram em comer (ops!) a Sandy santinha, depois a Sandy safadinha, não à toa, mesmo com um corpo mignon, a artista está no imaginário dos homens. 
Houve um tempo na carreira dela que se imaginou um novo mito: não aconteceu, Sandy não se tornou a nova Thalia (as Marias do Sbt) tampouco uma Xuxa, é apenas Sandy, uma cantora de sucesso que abandonou um estilo que lhe traria mais dinheiro e fama (o pop romântico) e anda mais soul, com um repertório mais fino. Amadureceu! Também não acho que ela consiga virar uma Marisa Monte, mas acredito que esse também não é seu sonho, Sandy quer ser Sandy! e isso ela já é! com uma carreira de 22 anos, ela solidificou sua marca na indústria fonográfica.
Feliz aniversário Sandy e continue muito fresca, muito romântica e muito meiga, é desse jeito que a gente aprendeu a gostar de você. Nada de ser aquilo que você não consegue ser. E não sei porquê, mas as mulheres de trinta me fascinam!

4 comentários:

  1. Gosto da postura de Sandy. E não gosto da pressão que fazem para que engravide.

    ResponderExcluir
  2. eu gosto dela e não deve ser fácil ser Sandy

    ResponderExcluir
  3. Ai, desculpa, mas a Sandy pra mim é um vômito eterno, morna e indesejável, rs... Pra mim nunca desceu.

    ResponderExcluir