BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

segunda-feira, março 11, 2013

Último capítulo de LADO A LADO é o melhor de todas as novelas dos anos 2000. Perfeito!

Fazia muito tempo que não assistia a uma reapresentação do último capítulo de uma novela. Antigamente isso era sagrado. Nem com Avenida Brasil e A Vida da Gente que tiveram dois últimos capítulos que eu gostei muito assisti a sua reprise. Aconteceu com Lado a Lado no último final de semana. O capítulo de sexta foi tão bonito que me vi obrigado a rever no sábado e não pensem vocês que foi uma tortura, pelo contrário, foi um prazer ver um texto tão lindo, cenas igualmente caprichadas e elenco tão afiado.
A trama seguiu os moldes das histórias dos anos 1990, quem é bonzinho finalmente fica feliz e quem é do mal paga por tudo de ruim que fez. A Berenice de Sheron Menezzes, ela em seu melhor papel na TV, morreu. E foi muito bem feito. A Catarina de Alessandra Negrini, em mais um lindo trabalho, foi presa e o castigo de Constância, ah! a Constância! lavou a alma de todos nós. Foi o melhor final para uma vilã de todos os tempos e Patrícia Pillar foi a dona do capítulo derradeiro. Sensacional! Isabel (Camila Pitanga) deu o grito de misericórdia e ainda a esbofetou duas vezes. E nas duas vezes a gente se sentiu vingados. Boa! E não terminou: Patrícia protagonizou mais uma grande cena com Marjorie Estiano (estou apaixonado por esta garota, linda, linda, que atriz! e ver as duas atuando juntas sempre era um motivo a mais para acompanhar o folhetim). Na cena, Laura rejeitava o pedido de perdão da mãe Constância e  eu acredito que não deve ter nada de pior no mundo do que um filho renegar a própria mãe (ou um pai), mostra que você como ser humano é menos útil para a sociedade que um lixo! se nem quem é de seu sangue consegue perdoar seus erros é porque você é um verdadeiro cocô, se é que vocês me entendem. Em Por Amor (1997), a Branca (Susana Vieira) também teve um final parecido, mas naquela novela o filho rejeitado era o único que ainda se preocupava com a mãe, nesta, Constância se viu só, literalmente! Mais tarde teve que servir o marido, bem ao estilo Carminha (Avenida Brasil) e se sujeitar a inúmeras humilhações tal & qual ouvir de um dos amantes que ela fedia mais que um saco de batatas. Por fim, foi morar em uma das chácaras do marido, detalhe: SOZINHA! E não há nada mais entristecedor que a solidão. Um final digno para uma pessoa muito má interpretada por uma  atriz que brilhou do início ao fim. Palmas!
E o melhor par romântico do ano de 2012 das novelas foi de Edgar (Thiago Fragoso) e Laura. E olha que eles tinham como concorrentes Stênio (Alexandre Nero) e Helô (Giovanna Antonelli) de Salve Jorge, Nando (Gianecchini) e Dona Roberrrrta (Glória Pires) de Guerra dos Sexos, isso só citando os da atualidade. Um lindo casal sem duvidas. Thiago esteve muito bem e Laura foi a consagração de Marjorie Estiano, a atriz foi o grande nome da novela e deve alçar voos ainda mais altos na carreira, podem apostar.
Outro que foi muito bem é o ator Rafael Cardoso. Ele foi emoção pura. Começou meio chocho, mas só cresceu em cena e com certeza fez muita gente chorar com a dor de seu personagem. Bravo!
E por último, a linda cena de amizade de Marjorie Estiano e Camila Pitanga antes do the end. Perfeitas!
Apesar do fraco desempenho no Ibope, Lado a Lado foi uma das novelas mais lindas produzidas pela Rede Globo nos últimos tempos e seu último capítulo o melhor dos anos 2000, com toda a certeza. Vai deixar saudades.

10 comentários:

  1. Não acompanhei LL, mas todas as críticas foram positivas.

    ResponderExcluir
  2. pena que só você achou porque a audiência foi bem baixa
    uma pena mesmo que o público tenha deixado de ter uma boa aula de história...

    ResponderExcluir
  3. Olha eu amei a novela, mas esse fim dela foi um balde de agua fria, eu adoro a baronesa, e adorei suas cenas, mas acho que ela apareceu demais, se fosse num cap. normal, ia adorar, mas era o ultimo, e a impressão que ficou é que apostaram demais nas histórias dela e esqueceram as outras, que tiveram resoluções corridas, quase mágicas, e algumas nem tiveram isso, foram deixadas no ar, só para citar uma:
    http://www.dailymotion.com/video/xy3sod_lado-a-lado-por-que-laura-nao-teve-um-bebe-laura-e-edgar_shortfilm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tem uma cena do último capitulo em q edgar fala para laura q está faltando alguma coisa em seu vestido e a filha dele lhe entrega um ramo de alecrim, laura já era mãe, da menina de edgar.
      eu achei o final incrível, lindo mesmo!
      beijos Cintia, apareça, sempre :)

      Excluir
  4. Crítica incrível, mas as pessoas nem levam em consideração, sequer prestam atenção ao que estão lendo. Só sabem continuar com a ladainha do bebê que não veio. Que santidade de bebê é esse? Olhem para a obra no geral povo, uma obra linda, como poucas vezes foi vista na tv. E o povo falando de bebê até agora. O gente frustrada que quer se realizar na novela. Querem tanto um bebê? Façam um! Ou adotem, sei lá. Vão viver e parem de querer transformar a novela numa extensão de suas vidinhas. E ainda se dão ao trabalho de fazer um vídeo sobre isso kkk Estão desesperadas mesmo hein? kkkkk Deixa eu ir cuidar da minha filhotinha que eu não sou frustrada.

    ResponderExcluir
  5. Ola Meu Amigo! ( já tô intimo...rs )

    Lado a Lado foi uma novela sensacional. Como era de se esperar onde tem Denis Carvalho e o dedo do Gilberto Braga.

    Confesso que não acompanhei a novela. Mas o ponto pra isso foi que achei o texto muito atual para uma novela tão de epoca. E não adianta falar que temos que entrar no espirito da coisa e tal.. porque sinceramente não concordo. E isso me cansou. Lá atrás. A trilha sonora, com a abertura de samba enredo...sei lá. Algo ali não combinava. Da mesma forma que acho a Alessandra Negrini modernosa demais para um novela de epoca.

    Mas enfim, isso eu que acho. Mas é impossível não reconhecer o brilho do trio de mulheres desta novela.

    Que a Patricia Pilar é foda isso já é provado desde sua Linda Batista de Roque Santeiro. A mulher só fez coisa boa na televisão ( quem não assistiu, vai passar no Viva As Noivas de Copacabana.. fica a dica para mais um show da Patricia lá dos anos 90 ). O talendo ali é natural.

    Agora a Marjorie. Putz. Acho essa menina sensacional. Ela encara uma principal ( Duas Caras ) com a mesma garra de uma coadjuvante ( Caminho das Indias ). Todas as suas cenas emocionam. Quem teve o prazer de ve-la atuar em A Vida da Gente, sabe do que eu tô falando. A cena da briga dela com a irma pra mim é uma das mais belas da TV ( posta ai depois...rs )

    A novela foi novelão. Tudo muito primoroso, tirando o que eu disse da trilha sonora e da modernidade do texto.

    Vamo ve o que nos espera agora.

    Eu tenho preguiça de novela das seis da tarde com muito sol... Me lembra Tropicaliente. E me lembra também tudo o que já teve de novela em vila de pescador que o todo poderoso quer destruir para fazer ou uma industria, um resort, ou um sei lá o que: Como Uma Onda, Tropicaliente, Tres Irmas... parece que só mudam os personagens.

    Mas em contra partida tem a Grazi. Ah, a Grazi!!

    Enfim, Mais um belo post.
    Parabéns.

    Abraçao.

    João

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. todas as novelas que vc citou ali em cima são do Walther Negrão, hehe, mas no geral eu gostei do primeiro capítulo de flor do caribe, passou boa impressão, talvez muito pela linda fotografia que o Jayme Monjardim sempre aposta em suas novelas, por conta disso vou esperar uns dias antes de me atrever a elogiar ou criticar, :)

      e do resto q tu publicou eu concordo cm tudo! abração meu amigo (fica bem)

      Excluir