BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quinta-feira, dezembro 25, 2014

O Rei do Gado, o retorno (outra vez)

A história de O Rei do Gado, de 1996, volta ao ar pela quarta vez, dia 12 de janeiro próximo na Rede Globo, e quem gosta de uma boa trama rural é uma ótima pedida (mesmo mesmo), aliás, a primeira fase da novela é imperdível, não só pela atuação magistral de Tarcísio Meira, mas pelo capricho em si. Foram sete capítulos impecáveis. Logo a segunda fase, um tanto arrastada está longe de ser algo incrível, mas acredite, não é de todo ruim, afinal, só pelo fato de Raul Cortez ter roubado todas as cenas já basta como motivo para assistir a reprise. 
Patrícia Pillar fez da boia-fria um marco em sua carreira (Luana era tão ingênua, mas tão ingênua que chegava a doer tanta burrice) e Benedito Ruy Barbosa ofereceu a Glória Pires o pior papel de sua carreira: Marieta/Rafaela tinha tudo para ser um personagem inesquecível, mas ele a esqueceu pelo meio do caminho. Uma pena.
Silvia Pfeifer protagonizou seu melhor papel na tevê e calou a boca de muita gente na pele de Léia. Fabio Assunção teve uma boa química com Glória Pires, Antonio Fagundes conversou a novela inteira, Carlos Vereza foi muito chato e Walderez de Barros brilhou no finalzinho. E é a estreia de Lavínia Vlasak em novelas. Linda, linda, linda.
Surgiu boatos de que Laços de Família e Por Amor brigam pela vaga que O Rei do Gado deixará em meados de julho. Na torcida pela turma de Maria Eduarda (Gabriela Duarte) já!

Um comentário:

  1. Até hoje nunca entendi o papel de Glória Pires nessa novela. Acho que o papel foi muito pequeno pra a atriz.

    ResponderExcluir