BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

domingo, dezembro 28, 2014

Os melhores do ano, versão 2014

Minissérie da Globo, exibida bem tarde, tinha audiência de novela das nove.
2014 não foi lá essas coisas no que se trata de televisão, foi pífio, nenhuma emissora arriscou, medo das eleições, ou apreensivas pela Copa do Mundo, sei lá, o fato é que ainda assim teve quem se sobressaiu. Segue a lista dos melhores do ano:


Melhor Atriz de Novela:
Lília Cabral, disparada! Maria Marta (Império) só comprova que a atriz não brinca em serviço e que merece, mesmo depois dos 50, o status que ganhou dentro da Rede Globo. Seguida por Giulia Gam (Boogie Oogie) e Drica Moraes (Império).

Melhor Ator de Novela:
Irandhir Santos, genial como Zelão da novela Meu Pedacinho de Chãoum capataz que mete medo em todo mundo na Vila de Santa Fé e acaba se transformando por causa da paixão pela professorinha Juliana, vivida por Bruna Linzmeyer. Seguido por Sérgio Guizé (Alto Astral) e Alexandre Nero (Império).

Melhor Novela:
Meu Pedacinho de Chão (remake de Benedito Ruy Barbosa com direção de Luíz Fernando Carvalho). O todo foi especial. Sem mais. Seguida por Boogie Oogie (Rui Vilhena) e Alto Astral (Daniel Ortiz).

Melhor Reprise: 
O Dono do Mundo (trama de 1991). Escrita por Gilberto Braga, a trama é estrelada por Antônio Fagundes, Glória Pires e Malu Mader. Sempre a meia-noite, no Viva. Seguida por A Viagem (Ivani Ribeiro) e História de Amor (Manoel Carlos).

Melhor Atriz Coadjuvante de Novela:
Juliana Paes, a Catarina de Meu Pedacinho de Chão. A atriz deve ter se inspirado em Anne Hathaway no filme "Alice no país das maravilhas" nos trejeitos da personagem. Se sim ou não, o que importa é que deu certo. Seguida por Cássia Kiss (O Rebu) e Vanessa Gerbelli (Em Família).

Melhor Ator Coadjuvante de Novela:
Antônio Fagundes, o italiano  Giácomo (Meu Pedacinho de Chão), dono da venda e pai ciumento da bela Milita, vivida por Cíntia Dicker. Seguido por Osmar Prado (Meu Pedacinho de Chão) e Humberto Martins (Em Família).

Melhor Atriz de Série:
 Ísis Valverde (Amores Roubados). Na pele de Antônia, a mocinha roubou a cena outra vez. Já encabeça a lista das melhores atrizes de sua geração. Seguida por Patrícia Pillar (Amores Roubados) e Débora Falabella (Dupla Identidade).

Melhor Ator de Série: 
Bruno Gagliasso, disparado. Deu vida ao serial killer Edu/Brian de Dupla Identidade, talvez a melhor história de Glória Perez na TV. Seguido por Murilo Benício (Amores Roubados) e Vladimir Brichta (Tapas & Beijos).

Melhor Série de TV: 
Amores Roubados, um primor escrito por George Moura, Sérgio Goldenberg, Flávio Araújo e Teresa Frota, com supervisão de texto de Maria Adelaide Amaral, direção geral de José Luíz Willamarim e Ricardo Waddington. Seguido por Dupla Identidade (Glória Perez) e Tapas & Beijos (Cláudio Paiva).

Humorista: 
Tatá Werneck foi o nome do ano, de novo. Após o sucesso com a Valdirene de Amor à Vida surgiu impossível (no bom sentido) no programa Tudo pela Audiência, do canal Multishow. Seguido por Marcelo Adnet (Tá no Ar) e Katiúscia Canoro (Zorra Total).

Melhor Programa de Humor: 
Tá no Ar: a TV na TV. Foi o ápice do ano no quesito humor. Em 2015 está garantida a segunda temporada. Seguido por: Vai que Cola (Multishow) e Tudo pela Audiência (Multishow).

Melhor Programa de Auditório:
 Amor & Sexo, disparado! Foi só a Globo anunciar ano passado que exibiria a última temporada que a atração comandada por Fernanda Lima alçou voos maiores: a audiência chega a 17 pontos depois da meia-noite facilmente (detalhe: em plena quinta-feira. Um feito!). Mais uma temporada está confirmada para o ano que vem. Ainda bem! Seguido por: Programa Sílvio Santos (SBT) e Planeta Xuxa (Viva, reprises).

Melhor Apresentador ou Apresentadora do Ano:
 Fernanda Lima, por Amor & Sexo. Seguida por: Silvio Santos (Programa Silvio Santos) e Xuxa (Planeta Xuxa e TV Xuxa). 

Melhor Âncora de Telejornal: 
Sandra Annemberg, por toda a simpatia e seriedade que faz do Jornal Hoje a melhor pedida das tardes da TV. Seguida por: Evaristo Costa (Jornal Hoje) e Tadeu Schmidt (Fantástico).

Telejornal: 
Fantástico, com ou sem Renata Vasconcellos. Melhorou tudo, pautas, notícias, ibope. Voltou a ser o que foi há bastante tempo. Seguido por: Jornal Hoje (Globo) e SBT Brasil (SBT).

Melhor reality: 
Masterchef (Bandeirantes). Por mais que torçam o nariz com Ana Paula Padrão e muitos ainda achem que a mesma nunca deveria ter deixado a Rede Globo é inegável que por onde passa a jornalista deixa sua marca. Mesmo não sendo de fato um programa com cunho jornalístico foi de longe o melhor reality produzido pela TV Brasileira. Seguido por: The Voice Brasil (Globo), programa relativamente bom (este ano estava fraquíssimo) e Big Brother (Globo), ainda forte apesar de tanto tempo no ar.

Liga: 
The Noite com Danilo Gentili, sem nenhuma dúvida, o melhor programa de entrevistas da atualidade. 

Em breve, os piores de 2014. Aguardem.








3 comentários:

  1. Eu trocaria Amores Roubados por Dupla Identidade e Lília por Cláudia Abreu...

    ResponderExcluir
  2. Concordo com várias opinioes. Mas gostaria de saber a opiniao do autor sobre em familia, já que o blog ficou fora do ar durante esse tempo. Quais foram os destaques do elenco? Achou algumas cenas boas?

    ResponderExcluir