BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

sexta-feira, março 27, 2015

Por que Babilônia não merece o título de pior novela das nove de todos os tempos

Fernanda Montenegro: no olho do furacão. Capa desta semana da revista Contigo, editora Abril.
Mexer na ferida dos brasileiros? Pra quê? Por quê? Em Babilônia, novela das nove da Globo, Glória Pires vive uma tarada sexual. Glória tem mais de cinquenta anos. Ah, soma-se a isso um ser maquiavélico, sem escrúpulos, uma assassina em potencial. Glória, é claro, dá aquele show de interpretação, praxe da atriz. Está poderosa, acima do normal. Adriana Esteves, outra sem caráter. Esbraveja a todo momento seus pré-conceitos: racismo, desigualdade social, desonestidade, falta de ética. Inês lembra a impagável Carminha, mas é amarga, submissa e tem uma autoestima muito baixa. Camila Pitanga caminha no oposto, mas é impulsiva, barraqueira, sem noção.
Babilônia mostra o Brasil do jeito que ele é, numa alusão a Vale Tudo, do próprio Gilberto Braga, de 1988. Marcos Palmeira dá vida a um político corrupto, mais atual impossível. Bruno Gagliasso vive um cafetão, e nas horas vagas é traficante. Para o público, tudo muito forte. Bando de hipócritas.
Fernanda Montenegro com quase 90 anos é casada com Natália Thimberg, também nesta idade. Um afronte a moral e aos bons costumes diria Laura Cardoso se estivesse nesta novela. Laura também perto dos 90. Um beijo bobo. Pronto! Tiros para todos os lados. É sabido que a homossexualidade existe e em 2015 é provado que ainda é tabu. Não deveria, mas estamos caminhando para trás. Assim como o País. Parlamentares decidiram abrir um boicote contra a novela. E conseguiram. País de burros!
Enquanto linchamos Fernanda Montenegro, o Brasil esquece do escândalo da Petrobrás, dos políticos e empresários envolvidos, dos quase 90 (olha o número ali de novo) BILHÕES roubados. Ou seja, somos um bando de otários. 
Acusam a novela de tentar mudar a opinião do povo e de destruir os lares brasileiros. Bandidos destroem nossos lares. As leis que só os beneficiam. O Genuíno está solto, sabiam?  Não, né? A vida sexual alheia é mais atraente. Acorda Brasil!
Babilônia pode sim ser a menor audiência de todos os tempos do horário, e que assim seja, entretanto, que continue a alfinetar as "gentinhas" e em menos de doze capítulos fez isso aos montes. Para cada capítulo pelo menos uma crítica-social. Ótimo!
Sendo assim, arrisco dizer que nunca houve uma novela como Babilônia e isso assustou. Assustou os bundões desse país, que ao que parece são a maioria. Vergonha nacional.
Mudem os seus conceitos. Está mais do que na hora do intelecto prevalecer. Mais carinho, mais amor, mais compaixão, mais compreensão. 
Murilo (Bruno Gagliasso): "A gente mora no Brasil, meu irmão, país perigoso!". E não é que ele tem razão. Acrescento: "Tenho muito medo do fanatismo e da intolerância religiosa".

2 comentários:

  1. Apenas uma palavra sobre essa novela: MARAVILHOSA; a tempos nao via uma trama boa no horario nobre... sinceramente as pessoas nao sabem o que estao perdendo.

    ResponderExcluir
  2. O problema é que irão mexer na história. Tomara que não estraguem.

    ResponderExcluir