BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

domingo, maio 24, 2015

Adriana Esteves consegue desvencilhar Inês de Carminha e caminha lado a lado (tão deslumbrante quanto) com Beatriz (Glória Pires)

Seu nome é Adriana Esteves, uma linda atriz de 45 anos. Putz! E o tempo passa. Hoje, em Babilônia, é mãe de Sophie Charlote, no início dos anos 90 era ela quem escutava os assovios (fiu-fiu) dos cuecas de plantão. E era uma gata mesmo. Está envelhecendo bem. Mas é de Inês que quero falar.
Inês começou sendo comparada a Carminha, maior sucesso de Adriana em novelas, mas passado quase três meses é notável a diferença entre as duas. Inês não é vilã. É alguém comum que por conta de um desejo de vingança corrompe os próprios princípios para ver quem "estragou" sua vida se dando mal, é uma neurótica mal amada que culpa Beatriz por ter tudo o que sempre quis e não conseguiu, assim, bem simples. 
Claro que Babilônia enfrenta a pior audiência da Globo no horário nobre, e infelizmente, não dará tempo para reverter o quadro, ainda mais que ela, ao que parece, foi encurtada (termina no final de agosto, buá!), claro!, se desde já, os números pulassem de 26 para 46, tudo mudaria, mas sabemos que isso é algo praticamente impossível de acontecer. Concordo também que mexeram em sua estrutura, e assim sendo, perdeu sua identidade, mas querem saber, não estou disposto a deixar a novela. Nem um pouco. Com todos os cortes, com todas as chatices de Regina (Camila Pitanga, Deus do céu, haja paciência!), com gay que virou hétero, tudo para se adequar ao conservadorismo do Brasil, muita preguiça pra isso, com prostituição que não apareceu mais e com as mortes dos personagens de Bruno Gagliasso e Sophie Charlote sendo decretadas, gente!, ainda assim sou um consumidor assíduo das críticas-sociais aos montes e dos inteligentes diálogos. Fora as ironias da Beatriz (Glória). Hilária! Ops! Hora de voltar ao assunto principal.
Inês era uma mulher apagada. Se sentia um cocô (literalmente!) e hoje desponta com cores vivas, cabelo bem cortado, roupas elegantes, ou seja, virou outra mulher: um mulherão! Apenas o preconceito não melhorou. Ela tem ótimas tiradas, digo ótimo no sentido de "acorda Brasil", (é isso mesmo?), negros, pobres, eles realmente não têm vez?
Adriana, que vinha sendo engolida por Glória, e tinha que ser daquele jeito, a personagem pedia isso, hoje caminha lado a lado, tão deslumbrante quanto. E Adriana personifica mais um grande papel para sua carreira, claro!, igual Carminha, talvez um dia? Mas está ao lado da Sandrinha (só no sapatinho), Catarina (com Petrucchio), Lola (com Esteban) e Celinha (ai, a D. Álvara está vindo aí?).
E para quem pensa que é só isso. Vem mais! Hérson Capri entrou na trama para bater de frente com ela e estão falando que a mesma vai ser condenada pela morte do motorista. F... Mas para uma atriz como ela é mais um show de interpretação que está por vir. Né não?

Em tempo:  Inês imitando a Beatriz (Glória Pires) é de uma graça só. 

2 comentários:

  1. Adriana Esteves é ótima.. gostei dela até me Renascer... Deve ser pelo grau de parentesco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk... eu tbm gostei dela em Renascer, hahaha, e n tenho nenhum grau de parentesco sr Esteves, ela é boa atriz mesmo...

      Excluir