BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

segunda-feira, dezembro 28, 2015

Fim de ano na TV, nada a ver

Fim de Ano na TV (argh! mês chato esse de dezembro) é saber que vão encher nosso saco com músicas natalinas, shows muito mal elaborados, mais músicas natalinas, amigos secretos, muita falsidade, papais nóeis (e ainda somos obrigados a descobrir quem são os ditos cujos), tudo isso regado a muita (falta de) criatividade. 
Com exceção da Escolinha do Prof. Raimundo, que achei nostálgica e original, ao mesmo tempo, nada de bom foi apresentado.
No dia 24, a música "Só Hoje" foi repetida à exaustão. Música ruim pega. No dia anterior, Ludmilla cantou com o rei Roberto Carlos, que apenas repetia "de novo" e "goxtoso" (com x mesmo). "Hoje eu tenho uma propoxta (também com x)" foi o meu repertório do dia.
Faltou a Xuxa no Natal?
Ainda bem.
Está na hora de coisas novas. Xuxa não precisa mais disso. Afinal, ela quer se desvincular do mundo infantil, pois não tem mais espaço para apresentadoras infantis. Ela disse isso e recebe meu apoio. Que o novo diretor dela (aquele que gosta muito dela) consiga entender que não basta uma boa apresentadora, um bom programa é crucial.
Não sei se foi a crise, mas a Globo, principalmente ela, não fez absolutamente nada. Nem os tradicionais grandes filmes a gente viu. 
Para os que tem TV Paga e assina o Telecine também nada de novo. 
Palavra-chave para 2016: criatividade. Professor Chacrinha ensinou que tudo se copia. O que ele fez?

2 comentários:

  1. Antigamente a Globo produzia vários especiais de fim de ano, coisas boas como Os Amadores e o Toma Lá Dá Cá que ficou fixo, mas nem filmes bons e só shows porcaria!
    Acaba 2015!!

    ResponderExcluir
  2. Antigamente a Globo produzia vários especiais de fim de ano, coisas boas como Os Amadores e o Toma Lá Dá Cá que ficou fixo, mas nem filmes bons e só shows porcaria!
    Acaba 2015!!

    ResponderExcluir