BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quarta-feira, abril 20, 2016

Os dois tons de Afrânio Saruê (Rodrigo Santoro e Antonio Fagundes)

Rodrigo Santoro como Afrânio.


Antonio Fagundes como Afrânio.

Duas versões para um mesmo personagem.

Rodrigo Santoro voltou à TV em grande estilo.

Gostei! E olha que nunca achei ele tão! tão! tão bom ator como pintam.

Ele encarou o personagem com unhas e dentes.

Deixou seu recado. Fez jus ao alto salário. Foi formidável.

A novela é formidável. Mas não agrada todo mundo.

É poesia.

Também olhei de canto no início.

É uma novela teatral. Assusta!

Me assusta a Globo ter deixado o Luiz Fernando Guimarães ter dirigido a trama.

Falaram que seria aos moldes de Rei do Gado. Não sei 'daonde'?

2ª fase: Rodrigo Santoro foi endurecendo o coronel. Novamente, brilhou.

3ª fase: Antonio Fagundes como Rodrigo Santoro!

Ops! Nem de longe, Antonio Fagundes lembra o Rodrigo Santoro.

Um Afrânio colorido!

Um Afrânio narcisista.

Christiane Torloni como Carol Castro.

Iolanda também muito colorida.

Selma Egrei com 100 anos.

Personagem incrível.

Atriz incrível.

Gosto do jeito brejeiro da Bahia. As belas imagens, os atores. 

Gosto do colorido.

Não gosto de Camila Pitanga. Resquícios de Regina!

Aliás, Tereza era branca.

Camila Pitanga é branca?

Letícia Sabatella era até os 45 minutos do 2º tempo a verdadeira Tereza.

Declinou!

Camila Pitanga é muito nova para Tereza.

Enfim! Gosto do Afrânio do Antonio Fagundes.

Também gostava do Afrânio do Rodrigo Santoro.

Rodrigo não se importava em ficar velho.

Antonio tem medo de envelhecer.

Rodrigo tem 40.

Antonio, 70.

Dois atores, dois personagens. Dois atores, um personagem (em tom mascavo e em tom arco-íris).

Torno a dizer. Velho Chico é uma boa novela. Não é tempo perdido.





Um comentário:

  1. A parte "teatral" da novela se foi neste segunda fase, mas diferente da primeira, já vemos a marca do Benedito: uma certa calmaria, porém com ótimos personagens!!

    ResponderExcluir