BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

domingo, setembro 11, 2016

Crítica: Sol Nascente

A novela Sol Nascente e o filme O melhor amigo da noiva: mera coincidência?

Sol Nascente tem tudo para ser uma novela linda: belas paisagens, atores bonitos, história principal contagiante (muito parecida com o enredo do filme O melhor amigo da Noiva [título em português]), mas peca pelo marasmo. Pouca coisa acontece.
Antes da estreia, a amizade/romance de Alice e Mário havia me contagiado. Giovanna Antonelli e Bruno Gagliasso convencem como par romântico. Com a novela no ar, ainda assim torço por eles. No entanto, essa história está empacada. Corre contra o tempo Walther Negrão, corre!
Também, antes da estreia, estava ansioso para ver Laura Cardoso. Sou verdadeiramente apaixonado por essa atriz. D. Sinhá parece ter sido feita sob medida para a atriz. Está espetacular, como não poderia deixar de ser.
Letícia Spiller estou gostando mais que a protagonista.
Marcelo Faria passou da hora de ganhar um protagonista.
Talvez com ele no cinema na pele de Vadinho (D. Flor), a Globo invista nesse ator. Prefiro ele do que o A. Nero.
Rafael Cardoso é um bom ator e o vilão César é um dos pontos altos da novela.
Aracy Balabanian é outra que só merece elogios. Francisco Cuoco também, apesar de estar um tanto chatinho.
Enfim, o elenco é bom, a história é que tem que ganhar agilidade. Corre Walther Negrão, corre!
Direção perfeita (L. Nogueira), fotografia melhor ainda, enredo médio.
Sol Nascente tem média de 22 pontos, bem longe do que Eta Mundo Bom vinha alcançando (Eta! terminou com média de 27 pontos).

2 comentários:

  1. ainda não consegui assistir um capítulo inteiro porque nada acontece nessa novela. parece minha vida!

    ResponderExcluir