BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

segunda-feira, outubro 22, 2018

Crítica: Espelho da Vida

Espelho da Vida está em seu segundo mês no ar e a novela ainda não deslanchou. A história anda em círculos e mesmo você ficando dias sem ver a novela, fica com a sensação de não ter perdido nada. Todavia, nem tudo são espinhos, apesar do fraco enredo (até agora), a história, parecida com a série Outlander, mas com uma vertente no espiritismo, tem lá suas qualidades.
  1. Alinne Moraes como Isabel (futuramente Dora) é uma vilã divertida. Sem paciência com todos, vive de mau humor. A autora deve (por obrigação) aumentar ainda mais o espaço dela na trama. 
  2. A protagonista Vitória Strada defende com maestria Cris e Julia (de épocas diferentes). Atriz de brio, vai longe na carreira.
  3. Rafael Cardoso mal apareceu e já está todo mundo torcendo para ele ficar com a Julia, com a Cris, com a Cris interpretando a Julia. A novela estava carente de mocinho. O Alain (até no nome ele quer ser esquisito) é muito chato. Se a pronúncia é Alan, porque o i no nome dele, porque ele é chato. João Vicente de Castro está muito bem no papel.
  4. As cenas de humor da trama são todas muito engraçadas e todas são de muito bom gosto.
  5. Ana Lúcia Torre é sempre bem-vinda nas novelas. 
  6. Irene Ravache também, mas sua Margot merece mais (mais um puxão de orelha para a autora).
  7. Vera Fischer entrou com tudo. A diva nunca foi uma Irene Ravache (sua companheira de cena), mas é sempre empolgante vê-la nas novelas.
  8. Felipe Camargo é monstro como ator.
  9. A novela vale para ver o ator Emiliano Queiroz. Lindíssimo. 
  10. A música-tema da Cris é o hit romântico do momento (vídeo).
Tomara que a autora Elizabeth Jhin tire a novela do banho-maria e faça Espelho da Vida acontecer: Além do Tempo e Escrito nas Estrelas são de sua autoria e foram lindíssimas.

Em tempo: ainda não gostei da Kéfera.